quarta-feira, 25 de julho de 2012

A ALMA DO POETA


(Foto de Florbela Espanca)

A ALMA DO POETA



Um poeta chorando
Rindo ou cantando
Cheio de inspiração,
Ele vai construindo
Um poema bem lindo
Saído do coração.

Uma criança que chora
Ou moça que namora,
Um pássaro cantando,
Faz poeta elaborar
Em sua arte rimar
O que vem sonhando.

Sonho de amor é vida
Ganhada ou perdida
Na alma do poeta.
Ele chora, ele canta.
Seu público encanta
Com arte de esteta.

Pessoa canta vida
Espanca o amor
Camões a emoção.
Eu, alma perdida
Canto com muita dor
As penas do coração.

Choro a alma do povo
Do mal inocente.
Eu penso para mim:
"Se não tiver um renovo
O mundo vai lentamente
Caminhando para o fim".


Victor Alexandre
  






4 comentários:

  1. Lindíssimos versos tendo como inspiração Florbela Spanca. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADO AMIGO MAURÉLIO!
      Á PARTE DE LUIZ VAZ DE CAMÕES, OS MAIORES POETAS LUSOS SÃO FERNANDO PESSOA E FLORBELA ESPANCA!

      Excluir
  3. Lindo poema e foto.... obrigada pela partilha...
    amo Florbela Espanca.

    ResponderExcluir